terça-feira, 15 de novembro de 2016

SEECKT, Johannes Friedrich Leopold von (*22/04/1866†27/12/1936)


O Grande Precursor
 
 
Adolf Hitler ao assumir a Chancelaria da República de Weimar, em jan./1933, encontrou um Exército ainda sob os grilhões do Tratado de Versalhes: reduzido em seu contingente e armamentos, restrito a defender-se nos limites de suas fronteiras e distúrbios internos, sem aviação e, principalmente, sem oficiais de Estado-Maior. Como uma força militar nestas condições poderia ter-se transformado na mais poderosa da Europa seis anos mais tarde?
O responsável por este maravilhoso trabalho foi o General Hans von Seeckt. Não sobreviveu para ver o sucesso de seu esforço em tempos difíceis, mas de certo cabe à ele todo o mérito.
Durante a 1ª Grande Guerra von Seeckt serviu no Estado-Maior de importantíssimas unidades do Exército Imperial Alemão nas frentes oeste, leste, nos Bálcãs e na Palestina. Por seu desempenho acima do esperado pelo alto comando, foi condecorado diversas vezes inclusive com a raríssima Pour le Mérite com Folhas de Carvalho. Terminado o conflito, assumiu, um ano mais tarde, a chefia do E-M Geral do Exército (Reichsheer), sucedendo o Marechal Hindenburg (vide bio aqui). Em jun./1920 foi indicado para o Comando-Chefe do Exército. Neste período von Seeckt trabalhou exaustivamente para manter as velhas tradições prussianas do espírito de corpo nos melhores oficiais superiores e intermediários a fim de tornar seu limitado contingente em um grupo de elite dotado de rígida disciplina, intenso treinamento, camaradagem, organização e modernidade em termos de táticas militares. Para atingir estes objetivos não lhe faltou coragem para burlar os ditames do nefasto Tratado de Versalhes. Aproximou-se da União Soviética buscando secreta cooperação militar como também manteve contato com poderosos industriais alemães visando financiamento de material bélico. Criou um exército paralelo (Black Reichswehr) longe dos inspetores aliados além de reviver o antigo Estado-Maior sob falsa denominação (Truppenamt). Nesse ambiente nada fácil ainda conseguiu sufocar duas rebeliões internas, o putsch Kapp (mar./1920) e o putsch de Munique (nov./1923), este último perpetrado por Adolf Hitler. Em out./1926 aposentou-se e entrou para a política, tornando-se deputado no Parlamento Alemão (Reichstag) pelo Partido Conservador (DPV) aliado do NSDAP. Em 1933 foi enviado para a China como conselheiro militar do Marechal Chiang Kai-shek, permanecendo nesta função por dois anos. Em dez./1936 von Seeckt faleceu aos 70 anos de idade.
Promoções:
??/??/85 Cadete
18/09/86 2º Tenente
27/01/94 1º Tenente
27/01/00 Capitão
17/11/06 Major
04/04/13 Tenente-coronel
27/01/15 Coronel
26/06/15 Major-general
18/06/20 Tenente-general
18/12/20 General-de-infantaria
01/01/26 Coronel-general
 
 
Principais condecorações:
? Cruz de Ferro 1914 2ª Classe
? Cruz de Ferro 1914 1ª Classe
14/05/15 Pour le Mérite
27/11/15 Pour le Mérite com Folhas de Carvalho
 
 
 
 
 
 
 
 
Principais posições:
01/04/13 - 08/03/15 E-M do 3º Corpo de Exército
09/03/15 - 26/04/15 E-M do 11º Exército
27/04/15 - 17/09/15 E-M do Grupo de Exércitos Kiew
18/09/15 - 31/05/16 E-M de Grupo de Exércitos Mackensen
01/06/16 - ??/08/16 E-M do 7º Exército Austríaco
??/08/16 - ??/12/17 Chefe de E-M do 12º Exército, depois Grupo de Exércitos Arquiduque Karl, depois Arquiduque Joseph
??/12/17 - ??/10/18 Chefe de E-M do 1º Exército Turco
07/07/19 - 15/07/19 Chefe do E-M Geral do Exército
11/10/19 - 26/03/20 Chefe de E-M Geral do Exército (Truppenamt)
??/03/20 - 07/10/26¹ Cmte. - Chefe do Exército
 
Obs.: ¹ Aposentou-se sendo sucedido pelo General von Heye, um admirável colaborador, seu subordinado imediato.
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário